sexta-feira, 23 de maio de 2008

Conflito de Eus


A sanidade em mim grita, ela quer sair. E não está sozinha, traz junto muitos outros EUs que não consigo mais controlar. A mania e o amor pela liberdade, ideais alternativos, uns lances de revolução estão com ela... com eles todos que estão soltos para a vida – e nasceram pra isso – enquanto eu permaneço aprisionada aqui fora, nesse mundo descompassado, errado, fora de foco.

Nada disso faz sentido pra mim, e eu vivo buscando utilidades e justificativas para vivermos assim. A busca é o que me mantém respirando, no entanto, o tempo que passa sem respostas está ficando cada vez mais pesado. Não sei se é ele ou eu, mas o sentido pouco aceitável dessa “realidade”, as vezes, é insuportável e não convence nem mesmo as mais fúteis ilusões.

É urgente: eu preciso sair, fugir, dessa casca.

Um comentário: